Recomendado por Nayou Hoshino

Nayou Hoshino
Não sei se foi a trilha, o anime ( que é um dos meus favoritos de todos os tempos ), o couple (que shippo desde o começo ) ou meus feels super... bem, sensíveis; mas esta oneshot me conquistou logo no primeiro parágrafo! A forma como a autora abordou as personalidades dos personagens foi simplesmente "autêntica", me senti como se assistisse um episódio do próprio anime ( e não é exagero dizer que bem que poderia ser um fim alternativo da obra mesmo ). Os sentimentos e dramas de ambos é palpável conforme a estória vai avançando e podemos até mesmo imaginar suas feições em determinadas partes. Super recomendo para quem, assim como eu, amou o anime e a rota "separativa" que ele tomou, já que a autora só escolheu outra forma de chegar até ela.
ISSO IMPLICOU "NA" SUA MORTE

Quando o verbo significa "ACARRETAR", não se deve utilizar a preposição "EM" (no caso do título, "NA" é a junção de "EM + A"). Assim, se implica algo, não se implica em algo.
-> Ex. certo: As leis implicam acidentes.
-> Ex. errado: As leis implicam em acidentes. <- ISSO NON ECZISTE!

(1) HOUVE / (2) OUVE

(1) Do verbo “haver”, significa “existiu”. Lembrando que é invariável (SEMPRE no singular). -> Ex: houve um acidente ontem às vinte e duas horas.
(2) Do verbo “ouvir”, significa perceber pelo sentido da audição. -> Ex: ele sempre ouve as conversas alheias.

Recomendado por Nayou Hoshino

Nayou Hoshino
Não sei se foi a trilha, o anime ( que é um dos meus favoritos de todos os tempos ), o couple (que shippo desde o começo ) ou meus feels super... bem, sensíveis; mas esta oneshot me conquistou logo no primeiro parágrafo! A forma como a autora abordou as personalidades dos personagens foi simplesmente "autêntica", me senti como se assistisse um episódio do próprio anime ( e não é exagero dizer que bem que poderia ser um fim alternativo da obra mesmo ). Os sentimentos e dramas de ambos é palpável conforme a estória vai avançando e podemos até mesmo imaginar suas feições em determinadas partes. Super recomendo para quem, assim como eu, amou o anime e a rota "separativa" que ele tomou, já que a autora só escolheu outra forma de chegar até ela.