Recomendado por Soulless Soldier

Soulless Soldier
Você vê a capa e pensa que é só mais uma daquelas estórias de vampiros, tipo Crepúsculo. Mas não é. É diferente, pra melhor, claro. Você se vê dentro da estória, consegue imaginar como se estivesse vendo um filme. Essa estória é inteiramente linda. Lendo ela chorei, tive ataque de risos e implorei para minha mãe me comprar uma dentadura de vampiro. -q É envolvente, e você se prende a ela, do começo até o final. E quando acaba, ainda te deixa com o gostinho de "quero mais". Recomendo muito, não se arrepederão.
(1) DE REPENTE / (2) DERREPENTE

(1) Assim se escreve, estrelinha na testa pra quem escreve desse jeito.
(2) Saia deste capítulo que não te pertence! Ninguém escrevendo mais derrepente, hein!

"FRENÉTICAMENTE"

ISSO NON ECZISTE! As palavrinhas terminadas em "mente", que indicam o modo como a ação foi efetuada, NÃO são acentuadas. A sua sílaba tônica, a mais forte, passa a ser o "MEN", não sendo acentuada por não se encaixar na regra de acentuação das paroxítonas. Então, nada de "frenéticamente", "diáriamente", "inevitávelmente", etc.

Recomendado por Beatriz

Beatriz
Muito bem escrita e promete ser uma história muito interessante. Até agora, não me arrependo de a estar a acompanhar. Recomendo-a para quem gosta deste género de fanfics. Espero que a autora não desista de tal trabalho, e que poste os novos capítulos em curtos periodos de tempo.