Recomendado por Nome Não Encontrado

Nome Não Encontrado
Excelente história, muito bem elaborada, e é claro que escrita pelo meu melhor amigo, Lucas Castro!! Que aqui é Uzumaki Lucas. Muito boa, gostei só por ter lido dois capítulos, e sei que ele merece essa recomendação, por ser um bom autor ele passa noites as vezes escrevendo capítulos das suas histórias e por isso merece não só essa recomendação como muitas outras. Obrigado por ser meu amigo Lucas!
VAMOS FAZER UMA “VIAJEM”?

Saia desse capítulo que não te pertence! Jamais escreva “viajem” como uma aventura; escreva “VIAGEM” com “G”. Viajem só existe como verbo: “talvez eles viajem” ou "não viajem hoje". Assim, o verbo “viajar” sempre tem “J”: eu viajo, tu viajas, ele viaja...

(1) SEDE/ (2) CEDE

(1) Estabelecimento principal (lemos séde); necessidade de beber (lemos sêde). -> Ex: Vou à sede amanhã / Estou com sede.
(2) Verbo ceder, abrir mão de algo, desistir ou dar (lemos céde, igual à pronúncia de estabelecimento principal). -> Ex: Ele não me cede aquele livro.

Recomendado por Nome Não Encontrado

Nome Não Encontrado
Excelente história, muito bem elaborada, e é claro que escrita pelo meu melhor amigo, Lucas Castro!! Que aqui é Uzumaki Lucas. Muito boa, gostei só por ter lido dois capítulos, e sei que ele merece essa recomendação, por ser um bom autor ele passa noites as vezes escrevendo capítulos das suas histórias e por isso merece não só essa recomendação como muitas outras. Obrigado por ser meu amigo Lucas!