A Insegurança de Luotto

Família se ENTENDE


Otto Narrando -A Luísa me surpreendeu ao demonstrar que sabia fazer café,e cuidar de um bêbado.Deixamos a conversa para depois e dormir por quase duas horas,quando acordei com dor de cabeça por causa da ressaca,eu havi arrumando suas coisas no guarda -roupa e na penteadeira.

—Ai que dor de cabeça!-Falei e ela me trouxe um remédio com o copo d'água
—Aqui!
—Obrigado!-Desculpa mais uma vez por ter chegado bêbado Luísa!-Isso nunca tinha acontecido
—Espero que não aconteça de novo,a sua mulher e principalmente a sua filha,precisa que você esteja bem -Ela fala me surpreendendo
—Pera!-Você disse minha mulher?-Então isso quer dizer que..
—Quê apesar de tudo eu não vou jogar nosso casamento fora,o nosso amor já passou por altos e baixos,talvez tudo isso esteja acontecendo para alinharmos a nossa vida conjugal,e como família
—Meu amor!-Eu falo a beijando e ela se afasta
—Eu pensei muito no que a Poliana me disse, você errou,mas todo mundo erra,e eu quero assumir a culpa junto com você,quando o Durval souber ,eu quero dizer pra ele que eu já sabia, não quero que vocês briguem
—Você tem certeza disso?-Se você quiser eu assumo todo o meu erro sozinho
—Não Otto!-Eu não quero que você assuma nada sozinho,nós somos um casal,e tem mais uma coisa
—Quê coisa?
—A coisa mais linda que ouvir da Polly
—Aé?-E que coisa foi essa?
—Ela me chamou de mamãe!-Eu me sentir tão bem, tão feliz,mas antes que você me pergunte não foi só por isso que fiquei,foi por nós dois,foi pelo nosso amor
—É sério?-A dor de cabeça chegou passar-Eu falo,ela sorrir e nos beijamos

Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no +Fiction e em seu antecessor, o Nyah, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!

Narrador -Otto conduz Luísa até a cama,a deita,passa a mão em seus cabelos lisos,tira sua roupa,ela tira a dele,ambos chegam ao ápice juntos,depois ele a envolve em seus braços e fazem juras de amor.

—Prometo te amar,e nunca mais mentir para você, você é a mulher da minha vida!-Te amo Luísa Pendlenton
—E eu prometo confiar em você,e no seu amor!-Te amo Céssar Pendlenton

Enquanto Isso...Quarto da Polly

Poliana Narrando -Estava fazendo uma chamada de vídeo com o João que ficou surpreso com a história.

—Tudo que você está falando é verdade mesmo bichinha?
—Claro que é!-Eu não minto,aliás acho até que eles já fizeram às pazes, não saíram do quarto e nem ouvir vasos voando-Eu falo fazendo sorrir
—Verdade?-Então o negócio tá bom!-João diz
—Agora eu tenho mãe como todas as outras crianças João
—E você vai querer ter um irmão?
—Ah por quê não?
—Se bem que ele vai ser meu irmão ou meu primo?
—Os dois!-Mas como você tá considerando sua tia como sua mãe ,ele vai ser mais seu irmão do que seu primo
—Verdade!
—Filha!-Tá na hora de dormir
—Está bem papai!-Tchau João
—Tchauzinho!-João diz e desligamos o celular juntos
—Você e a mamãe fizeram às pazes?-Eu pergunto enquanto ele me coloca pra dormir
—Sim filha!-E graças à uma menina bem esperta
—Não foi nada!-Pai!-Quando eu vou ter um irmão ou irmã?
—Temos que ver com a sua mãe,agora já pra cama mocinha
—O quê tem que ver comigo?-Mamãe pergunta com seu roupão branco e com um sorriso,sentando em minha cama
—Quando eu vou ter um irmãozinho ou irmãzinha mamãe?
—Filha!-Isso a gente deixa com Deus, enquanto isso fazemos nossa parte!-Agora já pra cama,que amanhã você tem aula
—Eu posso faltar amanhã
—Ué filha!-Por quê?
—Porque eu quero passar o dia com vocês!
—A gente pode marcar depois da aula,topa?-A mamãe diz
—Sim!-Só que vai ser difícil eu prestar atenção
—Mas vai ter que conseguir!-O papai fala
—Vocês ficam comigo,até eu dormir?
—Claro!-Claro!-Ambos falam juntos e cada um deita na minha cama,me deixando no meio

Luísa Narrando -A Polly dormiu com muita dificuldade pois estava elétrica,eu e o Otto fomos pro quarto ,e discutimos a questão de termos ou não filhos agora.

—E então Luísa?-O quê você achou do pedido da Poliana?
—É normal que ela queira um irmãozinho,mas não sei se é a hora
—Eu concordo!-A Poliana vale por umas dez crianças -Ele diz
—Ela é tão boazinha!
—Isso quando não inventa em ser atriz e pegar um monte de roupas para fazer os teatros aqui em casa
—O sangue não nega,eu e a Alice fazíamos as mesmas coisas quando criança
—Então você entende!
—Sim!-Mas vamos deixar rolar se vier vai ser muito bem-vindo,caso contrário só com a Poli tá ótimo
—Verdade!-Ele diz e me beija

Dia Seguinte...

Poliana Narrando -As horas não passava naquele dia, aproveitei e contei para a Lorena e Raquel que nós somos primas.

—Oi Lorena!-Oi Raquel
—Oi Poliana!-Como está a sua convivência com a tia Luísa ?
—Melhor impossível!-Tenho uma novidade para vocês
—Aé?-Qual?-Raquel pergunta curiosa
—Nós somos primas!
—Sim,a tia Luísa é como sua mãe e o Durval é meu pai
—Não estou falando disso,a minha mãe de verdade é a Alice,irmã do tio Durval e da minha mãe Luísa
—Quê?-Raquel questiona Surpresa
—Você está falando sério?
—Aham!-
—Primas!-Primas!-Eu e Lorena pulamos sob o olhar atento da Raquel
—Você não gostou Raquel?
—Claro ,mas quem não vai gostar nada disso é o papai!
—Por quê?-Ele já gosta da Poliana
—Porque a tia Alice já foi casada com o Otto,e agora a tia Luísa?-O papai é muito antiguado!-Agora é esperar a bomba explodir!-Raquel diz saindo

Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no +Fiction e em seu antecessor, o Nyah, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!

Continua....