Change

Capitulo 2 Repostado


Capitulo 2.

Pensei em como seria bom ficar mais tempo com a Lilly, sem tem que ir trabalhar de sábado a noite e perder o domingo com ela.

— Aceito – apertei a mão dele e sorri. – Podemos conversar amanhã sobre o emprego na lanchonete que eu trabalho.

— Eu sei onde é – Izzy falou se intrometendo – E depois que tudo estiver certo com meu querido primo, você vai cair fora daqui.

Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no +Fiction e em seu antecessor, o Nyah, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!

Passei o resto da noite fazendo bebidas e conversando com Jace e Isabelle.

Quando foi para casa, a primeira coisa que vez foi entrar no banho para tirar a sujeira da noite, o suor, o cansaço, eu me sentia suja pelas palavras que escutava, pelos olhares que recebia, mas eu fazia isso por um bem maior, fazia pela minha filha. Sai do banho e coloquei o pijama, deitando ao lado da minha filha e dormi.

Acordei no dia seguinte mais ou menos meio dia. Me levantei e entrei no banheiro indo ficar pronta para encontrar minha amiga. Escovei meus dentes e fiz um coque no meu cabelo e fui até a cozinha.

— Bom dia mamãe – minha filha de 4 anos falou e me deu um beijo na bochecha.

— Bom dia meu amor – falei abraçando ela. – Bom dia mãe.

— Bom dia. Como foi ontem a noite? – Minha mãe pergunto me servindo com um copo de café.

— Acho que arrumei um novo emprego que ganharei mais e sem ter que trabalhar o dia todo – falei bebendo um longo gole de café.

— Isso é ótimo – ela falou e voltou para a sala, pronta para começar um novo quadro.

— Nós vamos almoçar fora bebe – falei e minha filha deu um gritinho.

— OBA – ela falou e se levantou correndo.

— Vamos almoçar com a tia Izzy – falei vendo ela dançar na porta do quarto.

— É sobre a nova proposta? – minha mãe perguntou.

— Sim. – falei abraçando minha mãe.

— Espero que de certo – ela falou.

— Eu também mãe – falei e me soltei dela – Agora, tenho que arrumar esse projeto de gente.

— Vai lá – minha mãe disse e eu fui até meu quarto.

Lilly pulava em cima da cama super feliz, abri nosso armário e escolhi uma roupa para ela, uma calça jeans, botas marrom, uma blusa rosa e um casaquinho de lã bege, com luvas rosas. Seus cabelos também eram ruivos, compridos e cacheados, iguais aos meus e eram tão perfeitos.

Lilly foi para sala e eu fui escolher uma roupa para mim, peguei uma calça jeans que tinha comprado a um bom tempo, mas ainda estava inteira, uma blusa de renda vermelha que Izzy tinha me dado de aniversario e uma bota que ela tinha me dado de aniversario também.

Coloquei minha jaqueta de couro meio velha, peguei minha mochila e coloquei mais roupas para a Lilly, porque ela possui uma habilidade muito grande de conseguir se sujar toda vez que sai pra comer. Deixei meus cabelos soltos naturais, passei um gloss e peguei uma pulseira que tinha comprado anos atras.

Eu tinha que ficar mais arrumada, afinal, era como uma entrevista de emprego.

Roupa Clary: http://www.polyvore.com/clary_hsajshajs/set?id=115498312

Eu e Lilly vamos a pe mesmo, a lanchonete era perto e estava bastante frio com o outono chegando.

— Oi Clary – Izzy pulou em cima de mim na hora que eu entrei na lanchonete. – Lilly!

Ela pegou a menina no colo e a abraçou com força.

— Tia Izzy – As duas são muito apegadas.

— Vamos lá, Jace está esperando – Izzy apontou para a mesa mais escondida da lanchonete, que se encontrava um cara loiro, extremamente bonito e charmoso, muito mais bonito a luz do dia.

— Oi – falei e me sentei na frente dele e Izzy colocou a Lilly ao meu lado se sentando na frente dela.

— Então você aceita o emprego? – Jace olhou nos meus olhos com um sorriso grande.

— Aceito – falei e olhei para a minha filha, pensando no tempo que eu vou começar a ter com ela.

Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no +Fiction e em seu antecessor, o Nyah, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!

— Mamãe quero batata frita – ela falou e eu chamei a Julie, minha amiga.

— Clary, nem de folga você sai daqui em! – Julie falou quando chegou perto da mesa.

— Tia Julie, quero batata frita – Lilly falou.

— E um suco de laranja para ela pentelha – falei e ela me entregou o cardápio que eu conhecia de cor.

— Já volto – ela falou e saiu.

— O que vocês vão querer? – perguntei olhando para os dois na minha frente.

— Ela é igual a você – Jace falou olhando para a Lilly com os olhos brilhando.

— Ainda bem, graças a deus ela não tem nada do pai – Izzy falou e eu concordei com ela. – Eu quero o hambuguer com fritas.

— O mesmo para mim – Jace falou – Com coca.

— Então, tudo resolvido.

— Quem é você? – Lilly perguntou olhando para o Jace pela primeira vez.

— Sou um amigo da sua mãe da sua tia – ele respondeu e estendeu a mão para ela. Lilly apertou com um grande sorriso.

— Você podia namorar a mamãe, porque ai eu ganho um irmãozinho – ela falou e eu senti minhas bochechas ficarem vermelhas.

— Lilly! – falei e Izzy caiu na gargalhada, colocando as mãos na barriga – Não ligue para o que ela fala, ela quer um irmão desde o ano passado por causa de uma serie de TV que ela assistiu.

— Clary, minha querida, sempre dizem que as crianças são a voz da razão – Izzy disse quando parou de rir e olhou para o Jace. – E o Jace está louco para ser pai, já que a namorada dele não quer ficar gravida porque diz que ela vai engordar e ficar horrível. Odeio aquela garota, não sei porque você está com ela.

— Não estou mais com a Aline, terminei com ela faz duas semanas, ela que fica me seguindo. – Ele falou.

— Mas eu ainda quero saber porque você começou a ficar com ela desde o começo? - Izzy perguntou e ele deu de ombros.

— Agora, qual é a empresa do seu pai? – perguntei mudando de assunto.

— Meu pai é o presidente/dono da Tiffany (N/A: Só coloquei a Tiffany por ser bem conhecida).

— Nossa, você é filho do Valentim – falei.

— Pois é. – ele falou. – Então, eu vou assumir a presidência da empresa agora e precisava de uma secretaria, já que a secretaria do meu pai decidiu se aposentar. E as vezes, você vai precisar ir comigo em eventos com joias para mostrar a nova coleção – Ele falou e minha boca abriu.

— Usar uma joia da Tiffany? Isso é brincadeira? – perguntei.

— Não, é só quando tiver um grande evento aqui em NY que eu tenha que ir, você irá comigo, e usando uma peça da nova coleção – Ele explicou melhor e eu fiquei em choque.

— Nossa – foi tudo que eu escutei e senti uma luz forte nos atingir.

— Paparazzi, não ligue, eles sempre estão atras de mim – ele falou e deu risada da minha cara – Então Clary, acho que nós vemos na segunda feira não é?

— Sim – falei e dei uma risada.

Julie chegou com a batata da Lilly e o suco dela, e pedi nossos lanches. Nós comemos e conversamos bastante, Jace se apaixonou por Lilly, dizia que se ele tivesse uma filha, tinha que ser igual a ela.

— A Aline é uma pessoa legal, mas não quer ter filhos e eu quero formar uma família – Jace falou olhando dentro dos meus olhos.

Ele estava tentando me seduzir, não era possível.

Jace não era um homem normal, não é qualquer pessoa que diz que quer uma família desse jeito, olhando dentro dos meus olhos e se apaixonando por uma criança que queria que fosse filha dele.

Jace deixou eu, Lilly e Izzy na casa da minha mãe e disse que nos buscaria mais tarde para fazer sei la o que.

— Jace sempre foi assim, dedicado e sempre quis ter filhos. Ele ainda procura a mulher ideia e acho que dessa vez ele acho – Izzy falou sentada no sofá.

— Impossivel, eu so conheço ele a 12 horas – falei.

— Ele sempre achou você linda, eu contava tudo sobre você para ele, não me surpreenda que ele já esteja apaixonado conhecendo você tão pouco. O Jace é o tipo que se apaixona fácil, e entra de cabeça no amor, se ele ficar apaixonado por você, é porque está – Izzy falou – E não duvido nada de que ele queira te levar para sair, não comigo junto.

— Izzy, eu acabei de conhecer ele, da um tempo – falei.

— Vou te dar um tempo, mas meu primo está apaixonado por você – ela cantarolou e sorriu.

Fiquei pensando naquilo, como poderia estar apaixonada por algum cara que eu acabei de conhece, eu precisava conhecer ele primeiro. Passei a tarde brincando com a Lilly e com a Izzy até que Jace toca a campainha.

— Clary, eu vim te entregar isso aqui. – Ele estendeu uma sacola grande.

Ele entrou dentro de casa e eu fechei a porta, me sentando no sofá ao lado dele e tirando as coisas de dentro da sacola. Era uma bolsa preta linda e grande, achei uma caixa dentro da sacola que descobri ser um celular novo, Iphone 6 plus na realidade e uma carteira.

— Não precisava se preocupar – falei e abri a carteira, me deparando com 3 cartoes de credito. – Nem com isso – apontei para os cartões.

— Isso é para roupas, a bolsa para você trabalhar e o celular para ficar sempre em contato comigo – ele falou.

— Clary, alguém está precisando de roupas novas, principalmente agora que você será a secretaria mais famosa do mundo – Izzy falou e se levantou em um pulo – Vamos as compras.

— Agora? – perguntei olhando o relógio, 4 da tarde.

— Agora – Izzy falou e pegou sua bolsa, me fazendo calçar de novo minhas botas e colocar as coisas na minha bolsa nova. Arrumei uma mochila para Lilly e pus minha jaqueta. – Jace vai levar a gente.

— Com todo o prazer – ele falou e nós saímos de casa, minha mãe estava na casa do Luke então deixei um bilhete para ela.