Second Chance For Love

Capítulo 10


Bella

Damon decidiu dormir o resto da viagem e eu fiquei com os fones de ouvido escutando minhas músicas. O tempo passou rápido e logo já estávamos em Mystic Falls. Dei um empurrãozinho em Damon para ele acordar.

—Já chegamos. – disse quando ele abriu os olhos.

—Vou ligar para a Bonnie. – ele disse enquanto eu pegava a mala para sair do avião. – Preparada para conhecer uma bruxa? – ele perguntou erguendo uma sobrancelha.

Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no +Fiction e em seu antecessor, o Nyah, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!

—Mais preparada impossível. – dei um sorriso e ele retribuiu.

Saímos do aeroporto e pegamos um taxi até a casa da Bonnie. Quando chegamos, a casa estava com todas as luzes acesas. Damon bateu na porta e uma garota baixinha e morena a abriu dando passagem para nós dois.

—Oi, bruxinha. – Disse Damon entrando.

—Oi, Damon. – ela disse sem muita animação. - É Bella, certo? – perguntou olhando para mim.

—Sim. – disse e a morena deu um leve sorriso.

—Ok, vamos começar logo com isso. Você sabe que eu não consigo guardar segredos da Elena. – Ela olhou para o Damon, que fez uma careta quando Bonnie disse o nome da garota.

Fomos até a sala, Damon e eu sentamos em um sofá preto e Bonnie sentou em uma poltrona na nossa frente.

—Você não queima no sol, mas o anel também pode funcionar em você. – ela disse pegando um livro antigo que estava na mesinha ao lado da poltrona.

—Você tem certeza? – perguntei.

—Não, mas nós podemos tentar. Eu só preciso de um anel ou outra jóia sua.

Tirei o anel de pedra da lua do dedo e entreguei a ela.

—Nós vamos precisar do sol para saber se o anel irá funcionar então amanhã cedo eu faço o feitiço. Por enquanto nós podíamos testar a verbena.

—Ok. – eu disse, me sentindo meio desconfortável.

—Vocês vão ficar aqui ou vão ir para a sua casa? – Bonnie perguntou para Damon e levantou indo até um vaso de planta no canto da sala, arrancou um galinho de folha e voltou para a poltrona.

—Eu não posso ir pra casa, Bonnie. Eu prometi ficar longe.

Bonnie fez uma careta.

—Então vocês ficam aqui. Bella fica no quarto de visitas lá em cima e Damon, você fica no sofá da sala. – ela se esticou pra a frente e ergueu o galho de folha pra mim. – Estique o seu braço.

Fiz o que ela pediu. Bonnie encostou a planta na minha pele e eu não senti nada. Ela esfregou um pouquinho e mesmo assim não fez efeito.

—Já sabemos que a verbena não tem efeito com ela. – Bonnie disse se levantando. – Eu vou dormir, tenho que ajudar Caroline amanhã cedo. Boa Noite.

—É só isso? – Damon perguntou quase que lendo meus pensamentos.

-Só vamos saber sobre o anel durante o dia, então sim, é só isso. – ela se virou e subiu as escadas.

—Bom, já que eu não durmo você pode ficar com o quarto. – disse e ele assentiu. - Eu estava pensando em fazer um tour por Mystic Falls antes de o sol nascer. Você vem? – perguntei a Damon.

—Você acha mesmo que vou te deixar andar sozinha pela cidade?

—Não sei se você consegue me acompanhar. – disse erguendo uma sobrancelha.

—Isso foi um desafio? – Damon perguntou abrindo a porta da casa para eu passar.

—Acho que sim. – sorri e de repente ele estava na minha frente.

—Quando eu contar até três. – ele ficou do meu lado e se abaixou na posição de corrida e eu ri. – Um... Dois... Três!

Sai correndo deixando Damon para trás, mas quando cheguei à floresta escutei os passos dele atrás de mim.

—Eu disse que você não conseguiria me acompanhar. – ri e escutei ele bufar. Damon acelerou o passo e me agarrou me fazendo cair em cima dele.

—Te alcancei. – ele disse olhando pra mim com um sorriso no rosto, a mão dele estava apertada na minha cintura e se eu fosse humana estaria corando nesse momento.

—Não vale, você trapaceou. – disse me levantando enquanto ele ria.

Andamos um pouco pela cidade, fomos até a praça, ele me mostrou Mystic Grill, e quando o sol estava quase nascendo voltamos para a casa da Bonnie.

Não quer ver anúncios?

Com uma contribuição de R$29,90 você deixa de ver anúncios no +Fiction e em seu antecessor, o Nyah, durante 1 ano!

Seu apoio é fundamental. Torne-se um herói!

—Já que a bruxinha vai testar o anel hoje, você podia me mostrar como você fica no sol. Eu estou curioso. – ele disse sentando na poltrona.

—Tudo bem, eu te mostro antes do feitiço. – disse e ele assentiu. – Você acha que vai funcionar? – perguntei baixinho.

—Eu não sei, mas se não funcionar, eu sei que a Bonnie vai dar um jeito. – ele disse me olhando sério. – Bem, eu vou dormir um pouquinho, nos vemos depois. – Ele tirou os sapatos e subiu as escadas.

Peguei minha bolsa e me sentei no sofá. Mandei uma mensagem para o Jake, dizendo que eu já tinha chegado e que estava tudo bem. Peguei o meu exemplar de O Morro dos Ventos Uivantes da bolsa, tirei os sapatos, deitei e comecei a ler.

Às oito da manhã eu escutei o Chuveiro ser ligado, alguns minutos depois Bonnie desceu as escadas. Tirei a blusa de flanela, ficando só com a regata preta, amarrei o cabelo em um rabo de cavalo e fui até a cozinha.

—Bom dia! – disse para Bonnie

—Quer tomar café antes de começarmos? – ela perguntou arrumando a mesa.

—Eu não como comida humana.

—Disso eu não sabia. – ela disse e sorriu.

—Pronta para descobrir se você vai poder andar no sol? – Damon perguntou entrando na cozinha e sentando do meu lado.

—Mais ou menos.

—Vai dar certo. – ele disse sorrindo e piscou pra mim.

Quando Bonnie terminou o café, fomos para a sala, ela pegou o mesmo livro antigo de ontem e o abriu.

—Como funciona? – perguntei.

—Eu vou ler o feitiço em voz alta e então o anel estará enfeitiçado e te protegera do sol enquanto usa-lo.

—Que tal você me mostrar agora? – Damon disse sentando no sofá.

Fui até a janela e abri a cortina, deixando um lado da sala iluminado pelo sol e fiquei do lado escuro.

—Preparado? – perguntei antes de esticar a mão para o outro lado. Ele assentiu e então minha mão estava brilhando.

—Só a mão? Que sem graça. – Damon reclamou e eu revirei os olhos passando para o outro lado da sala.

—Satisfeito? – perguntei.

—É incrível. – Bonnie disse e sorriu.

—Um Diamante. – Damon disse admirado.

Sorri para os dois e fechei a cortina.

—Pronto. Podemos fazer o feitiço? – perguntei sentando no sofá.

—Tudo bem. – Bonnie disse sentando na poltrona e colocou o anel em cima da mesinha. Ela começou a falar várias coisas estranhas em uma língua diferente por uns cinco minutos e então parou.

—Acabou? – Damon perguntou.

—Sim. – ela disse me entregando o anel, o coloquei no dedo, fui até a janela novamente e abri a cortina.

—Funcionou! – Me virei para Bonnie e Damon que sorriam. – Muito obrigada, Bonnie!

—De nada. – ela disse me abraçando, seu celular tocou e ela foi para a cozinha.

—Parabéns, fadinha. – Damon disse e eu sentei ao lado dele. – Agora você pode ir visitar a sua mãe no Arizona. – ele sussurrou.

—Obrigada, Damon. Se não fosse você, eu nunca mais andaria no sol. – disse rindo.

—OK. Eu tenho que ir ver a Caroline. Ela está cuidando da festa na casa dos Lockwood. – Bonnie disse voltando para a sala. - Você sabe como ela é. – disse para Damon, que revirou os olhos.

Ficamos os dois sozinhos, discutindo o que poderiamos fazer agora que posso andar no sol.